top of page
  • Foto do escritorAndrea Machado

Museu de Serralves recebe exposição de Yayoi Kusama

exposição 'Yayoi Kusama: 1945 — Hoje' abre para o público no Museu de Serralves


Exposição Yayoi Kusama: 1945 – Hoje, no Museu de Serrantes. Foto: Igor Martins
Exposição 'Yayoi Kusama: 1945 – Hoje', no Museu de Serralves. Foto: Igor Martins

Yayoi Kusama, uma artista que transcende o tempo e o espaço, emergiu como uma luz radiante no mundo da arte contemporânea. Sua jornada artística, repleta de desafios e superações, é o fio condutor da exposição "Yayoi Kusama: 1945 — Hoje", uma imersão na mente brilhante da artista.


Nascida em 1929, no Japão imperial, Kusama foi testemunha dos horrores da Segunda Guerra Mundial, enfrentando as adversidades da época e as profundas cicatrizes deixadas pelas bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki. Seu início turbulento, marcado pela dureza da guerra e por uma família a qual, de um lado a sua mãe enérgica e do outro um pai aventureiro, moldou sua perspectiva única sobre o mundo.


Mika Yoshitake, uma das curadoras da exposição, ressalta como a arte se tornou o refúgio de Kusama, uma ferramenta para processar seus problemas internos e encontrar significado em meio ao caos. Desde seus primeiros rabiscos na adolescência até suas instalações imersivas mais recentes, cada obra de Kusama é um testemunho de sua jornada pessoal de autodescoberta e cura.


Ao adentrar a exposição em Serralves, o público é transportado para o universo peculiar de Kusama, onde a realidade se funde com a imaginação em um turbilhão de cores e formas. O Museu de Serralves, com sua arquitetura concebida por Álvaro Siza, transcende a mera função de espaço expositivo, revelando-se como um testemunho vivo do genialismo arquitetônico e da versatilidade de seu criador. Em meio a suas linhas e formas, o visitante é convidado a testemunhar a interseção entre arte e arquitetura, onde cada espaço é uma tela em branco para a expressão criativa.


'Yayoi Kusama: 1945 – Hoje', no Museu Guggenheim Bilbao, em 2023. Foto: Pública/Internet
'Yayoi Kusama: 1945 – Hoje', no Museu Guggenheim Bilbao, em 2023. Foto: Pública/Internet

A exposição, inaugurada ontem, 27 de março, no Museu de Serralves, Porto, estará em exibição até setembro de 2024. Organizada pelo M+ de Hong Kong, em colaboração com a Fundação de Serralves e o Museu Guggenheim Bilbao, conta com a curadoria de Doryun Chong, Mika Yoshitake e Isabella Tam, além do apoio da curadora Filipa Loureiro. A limitação de público, embora possa parecer restritiva, garante uma experiência mais íntima e imersiva para os visitantes, permitindo a apreciação completa da grandiosidade de cada obra de arte de Kusama.


Em última análise, a exposição de Yayoi Kusama em Serralves não é apenas uma mostra de arte; é uma celebração da resiliência humana, da capacidade de transformar a dor em beleza e da busca eterna pela conexão e significado. É uma jornada inesquecível que convida a todos a mergulhar no infinito da mente criativa de uma das artistas mais inspiradoras de nosso tempo.

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page