Pinceladas sobre Arte e o que mais faz girar o mundo de gente que gira o planeta.


sábado, março 02, 2013

PROJETO PORTO MARAVILHA PRESENTEIA O RIO COM O 'MAR'

O MAR é um elemento icônico que mostra que a revitalização do Porto é realidade.
- Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro
Museu de Arte do Rio de Janeiro. Projeto do escritório Bernardes + Jacobsen.
Museu de Arte do Rio de Janeiro. Projeto do escritório Bernardes + Jacobsen.

Com 15 mil metros quadrados e dois prédios distintos unidos por uma praça, uma passarela envidraçada e uma cobertura fluída, feita de concreto e em forma de onda, foi inaugurado o complexo do Museu de Arte do Rio de Janeiro - MAR -, em 1 de março de 2013.

Localizado na Praça Mauá, o projeto arquitetônico tem a assinatura do escritório Bernardes + Jacobsen. O primeiro  prédio, de estilo modernista, abriga a Escola do Olhar, que tem como proposta formar alunos e professores unindo educação e arte. O segundo, o Palacete Dom João VI, tem o intuito de apresentar exposições das mais diversas para um público antenado com esse universo.

O Museu é a primeira obra concluída do projeto de revitalização da Zona Portuária do Rio de Janeiro e foi aberto no mesmo dia em que a cidade completou 448 anos.

"Faltava ao Rio um espaço que articulasse grandes coleções de arte para visitação pública. A valorização que vemos na Região Portuária hoje representa a possibilidade não só de recuperar, mas também de envolver a população da área no renascimento de uma região central do Rio, mas que passou muito tempo abandonada", afirma Eduardo Paes.

Feita de cima para baixo, a visitação começa no 3º piso com a mostra "Rio Imagens", cuja curadoria é de Carlos Martins e Rafael Cardoso. São mais de 400 peças que poderão ser vistas até o dia 28 de julho deste ano. No 2º andar, com a curadoria de Luciano Miglicaccio, a exposição "O Colecionador" expõe obras da Coleção Boghici. Entre elas encontra-se o quadro Sol Poente, de Tarcila do Amaral. Ela acontece até o dia 1 de setembro.

Dando continuidade ao movimento e construção de um período importante da história brasileira: o modernismo e o pós-modernismo, Paulo Herkenhoff e Roberto Conduru, curadores de "Vontade Construtiva" apresentam mais de 200 peças da Coleção Fadel. Ela estará em cartaz até o dia 7 de julho.

E para finalizar a visita ao museu, no térreo encontram-se peças assinadas por artistas do Rio e de outros estados brasileiros com a mostra "O abrigo e o terreno, arte e sociedade no Brasil 1". A curadoria é de Clarissa Diniz e Paulo Herkenhoff e a mostra vai até o dia 14 de julho.

As visitações acontecem de terça à sexta, das 10h às 17h.
Aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 17. Ingresso: R$ 8,00, meia R$ 4,00.
Às terças-feiras a entrada é gratuita.

Marcadores: , , , , , , ,