Andrea Machado

Pinceladas sobre Arte e o que mais faz girar o mundo de gente que gira o planeta.

A História sobrevive ao tempo

A alegria de ver e entender é o mais perfeito dom da natureza.
- Albert Einstein.

Armando Corrêa Ribeiro, Gal Meirelles, Patrícia Carmo e Paulo Lima participam da exposição "Caboclos de Itaparica" até o dia 02 de outubro. Ao todo são 40 fotografias com registros de imagens do grupo Os Guaranis, na qual cada uma faz a interpretação de cada profissional a partir de sua relação com a festa do Caboclo Tupinambá.

O festejo foi criado em 1939 pelo Grupo Os Caboclos, fundado por Eduardo Caboclo, que passou a encenar a "Roubada da Rainha". São três dias de festa, do dia 06 até 09 de janeiro, mas o ponto forte é no dia 07 quando ao cair da noite começa o trajeto que leva a escultura do caboclo para receber abrigo no prédio da prefeitura. Ele apresenta em seu enredo uma fusão de culturas e religiões com referências indígenas, de origem africana e do catolicismo.

O intuito de Eduardo Caboclo foi comemorar a independência da Ilha de Itaparica do domínio português, quando em 07 de janeiro de 1823, um pequeno exército formado por populares - caboclos, negros e mestiços - detiveram o desembarque de parte da tropa portuguesa, que cercou a ilha para invadí-la.

Serviço:
Caboclos de Itaparica - Armando Corrêa Ribeiro, Gal Meirelles, Patrícia Carmo e Paulo Lima.
Curadoria: Emanoel Araujo.
Acontece desde o dia 27 de agosto e vai até 02 de outuro de 2011.
Local: Museu Afro Brasil - Avenida Pedro Alvares Cabral, s/n - Parque do Ibirapuera, Portão 10, São Paulo.
De terça a domingo, das 10h às 17h.

Fotografia de Patrícia Carmo.
Fotografia de Gal Meirelles.
Fotografia de Paulo Lima.

Marcadores: , , ,

0 Comentário(s)
Projetado e desenvolvido por: Mario Sergio Machado.