Andrea Machado

Pinceladas sobre Arte e o que mais faz girar o mundo de gente que gira o planeta.

O Brasil de todos os tempos

No século XVIII o Brasil viveu um período de turbulências políticas e sociais. Entre elas a Inconfidência Mineira e a Revolta dos Alfaiates, esta última teve o seu auge em 1798 em Salvador, na qual o povo exigia a diminuição dos impostos, o fim do preconceito, o aumento salarial, a abertura dos portos e a Proclamação da República.

No ano seguinte, deu-se início na Europa um conflito armado chamado de Guerras Napoleônicas, que se estendeu de 1799 até 1815. Foi ele, o motivo pelo qual D. João VI recolheu todos os seus pertences, sua linhagem e nobreza para instalar a corte portuguesa em terras brasileiras, no início do século XIX. Essa mudança trouxe para o País um novo estilo de vida com costumes recheados de extravagâncias, intrigas e escravidão, mas por outro lado, com a autorização da abertura dos portos e a instalação de indústrias, D. João VI dá uma injeção de ânimo na nossa economia.

Sua imagem é vista por muitos como um homem gordo, preguiçoso e uma coxa de frango à mão, mas não podemos esquecer que além de melhorar a economia do país, foi um dos grandes incentivadores das artes, com a criação da Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios, em 1816.

Só é uma pena que quando ele volta para Portugal, arromba os nossos cofres e leva consigo toda a nossa economia, deixando para seu filho D. Pedro I, uma monarquia falida e para nós a herança de sua ironia.

Esta semana fiz uma seleção de imagens, entre elas mobiliários e objetos utilizados no período colonial e imperial, que serão leiloados pelo escritório de arte Salles & Von Brusky. Trouxe também, um especial de Burle Marx, que completaria 102 anos de idade, no último dia 04 de agosto, e o ready-made de Marcel Duchamp.

Apreciem,
Andrea Machado

Marcadores:

0 Comentário(s)
Projetado e desenvolvido por: Mario Sergio Machado.